Os países em rosa no mapa impediram os amarelos de conseguirem vacinas mais baratas

Nas reuniões da OMC, o EUA, a Europa, o Japão e Austrália, países ricos, se manifestaram contrários a possibilidade da quebra temporária das patentes da vacina.

O único país em desenvolvimento a se juntar ao grupo foi o Brasil, mostrando que o alinhamento automático de Bolsonaro com os EUA vai diretamente contra a população brasileira.

A proposta da quebra de patente das vacinas foi levada a OMC pela Índia e pela África do Sul, que argumentaram haver poucas vacinas, produzidas em um ritmo lento, distante de erradicar a pandemia. Os países ricos e o Brasil pouco se importaram.

Cabe destacar que as populações que sofreram com a falta de pandemia serão de países pobres, vários majoritariamente com populações negras, mostrando que o “antirracismo” da Europa e dos EUA é apenas um discurso que encobre práticas cruéis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *