A VIDA DOS SOMALIS IMPORTA?

Luã Reis – Quando ocorre um atentado no mundo ocidental – América do Norte e Europa – somos apresentados a vítimas que tinha famílias, desejos e sonhos. Diante do maior atentado no planeta desde o 11/9, lembramos que a maioria do mundo não tem direito a ter isso. Ainda mais na Somália, onde as vítimas são negras, arabizadas e muçulmanas, portanto, quase culpadas. Os somalis estão entre os banidos do decreto do Trump.

A cada atentado a Torre Eiffel se ilumina com as cores do país onde ocorreu, no caso da Somália as luzes serão apagadas: é para lembrarmos ou para esquecermos?

Se a Somália fosse um ator geopolítico relevante, com interesses estratégicos, talvez houvesse comoção. Não é o caso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *