Hoje na história: Timor Leste conquista sua independência após séculos de ocupação

Via Redfish

Neste dia da história, Timor-Leste, após séculos de ocupação colonial e décadas de genocídio, conquistou sua independência devido à resistência heróica liderada pela guerrilha socialista revolucionária e pela pressão internacional.

Desde o século XVI, Timor Leste era uma colônia de Portugal, com a parte ocidental da ilha colonizada pelos holandeses como parte do que se tornaria a Indonésia. Após a Revolução dos Cravos em 1974, Portugal abandonou efetivamente sua colônia em Timor e, após uma breve guerra civil, a Frente Revolucionária marxista-leninista para um Timor Leste Independente (FRETILIN) declarou independência unilateralmente em 1975.

Temendo um estado comunista dentro do arquipélago, a ditadura militar de direita apoiada pelos EUA na Indonésia lançou uma invasão de Timor Leste, que se transformou em uma ocupação brutal e devastadora. De acordo com o consenso acadêmico, a ocupação foi um genocídio, pois levou à morte de até 20% da população devido a assassinatos em massa e fome forçada.

Inspirados por Mao Zedong, Amilcar Cabral e a resistência anti-imperialista de Cuba contra os Estados Unidos, os líderes da FRETILIN lideraram uma campanha de guerrilha durante toda a ocupação através de sua ala militar FALINTIL, que seguiu a estratégia de uma prolongada guerra popular. O movimento de resistência teve apoio popular em massa e onde pôde estabelecer zonas liberadas nas quais tentou erradicar todas as formas de desigualdade e opressão e organizou a produção agrícola, os serviços de saúde e a educação popular.

Após um levante em massa na Indonésia em 1998, forçou o ditador Suharto a renunciar, um acordo patrocinado pela ONU entre Indonésia e Portugal levou a um referendo que resultou em uma clara maioria de votos a favor da independência.

Quando a Indonésia abandonou o controle e as forças indonésias finalmente deixaram o território, soldados e paramilitares armados pró-indonéses massacraram mil civis e queimaram 80% dos prédios do país, após o qual uma força militar sancionada pela ONU veio manter a ordem.

Em 20 de maio de 2002, Timor-Leste tornou-se o primeiro novo estado soberano do século XXI.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *