Hoje na História: Assalto ao Quartel Moncada

Via Redfish

Hoje é o aniversário do Assalto ao quartel de Moncada, em Santiago, em Cuba, o ataque que foi o precursor da Revolução Cubana e que acabaria por derrubar a ditadura corrupta e repressiva de Batista, apoiada pelos EUA.

O ataque foi realizado por jovens estudantes cubanos, trabalhadores, jovens profissionais, professores, artistas e funcionários liderados por Fidel Castro e Abel Santamaría.

Os 135 revolucionários, vestidos como oficiais do exército, deveriam tomar o quartel de Moncada, a segunda fortaleza do exército de Batista, durante o domingo de carnaval de 1953. Um grupo foi liderado por Fidel Castro, outro liderado por seu tenente Abel Santamaria e Raul Castro que assumiu o comando do terceiro grupo, depois de perder seu líder. O elemento surpresa foi perdido devido a uma patrulha inesperada e Fidel Castro teve que ordenar o retiro. Os homens e mulheres capturados pelo exército foram torturados por informações e muitos deles executados.

Mesmo que a ação militar não tenha sido bem sucedida, o grupo revolucionário tornou-se um grupo importante no movimento revolucionário cubano. Fidel Castro, um ex-advogado, ficou especialmente conhecido por seu discurso “A história me absolverá”, no qual ele se defendeu durante o julgamento.

O movimento que iniciou a Revolução Cubana, que incluía Camilo Cienfuegos, Haydee Santamaria, Raul Castro, Che Guevara e lutou na Serra Maestra, foi nomeado Movimento de 26 de Julho (M-26-7) em homenagem àqueles que lideraram o ataque ao Quartel Moncada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *