EUA sancionam empresas envolvidas na construção de gasoduto da Rússia à Alemanha

Via Actualidad

Na semana passada, os EUA instaram todas as entidades envolvidas no projeto a abandoná-lo.

Em uma entrevista com a CNN no domingo, o Secretário de Estado americano Anthony Blinken disse que Washington considera a construção do gasoduto Nord Stream 2 uma “má idéia” e que seu país continuará a sancionar as empresas envolvidas no projeto.

O chefe da diplomacia americana disse que o gasoduto daria à Rússia “a capacidade de usar a energia como ferramenta de coerção”, razão pela qual seu país “impôs sanções contra as empresas envolvidas [no projeto] que estão tentando construir o gasoduto”. Deixamos claro que continuaremos a fazer isso”, enfatizou ele.

Ao mesmo tempo, Blinken reconheceu que os EUA e a Alemanha têm visões diferentes sobre o Nord Stream 2 e lamentou que “o gasoduto seja de alguma forma uma fonte de divisão”. No entanto, apesar destas discordâncias, “em praticamente todas as outras áreas, estamos trabalhando mais do que nunca”, disse ele.

Na semana passada, a Blinken emitiu um aviso para qualquer entidade envolvida no Nord Stream 2 de que corre o risco de estar sujeita às sanções dos EUA e deve abandonar imediatamente os trabalhos no gasoduto.

O Nord Stream 2 aumentará a capacidade de fornecimento de gás do Nord Stream 1 e duplicará o fornecimento de gás natural da Rússia para a Alemanha através do Mar Báltico. O gasoduto abastecerá 26 milhões de residências e reduzirá significativamente as contas de energia dos cidadãos do norte da Europa. O chefe da empresa russa de energia Gazprom, Alexei Miller, disse no final de dezembro que a construção do gasoduto está 94% concluída.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *