Conheça Un A, a jovem youtuber da Coreia do Norte

Via CEPS

Quando se pensa em Coreia do Norte, geralmente se imagina um país fechado e com uma realidade sobre a qual pouco conhecemos. O senso comum projeta que a Coreia do Norte não tem redes sociais e que as pessoas de lá não sabem o que é a internet.

Mas uma jovem norte-coreana tem quebrado um pouco essa imagem e feito sucesso no YouTube com o seu canal “Echo of Truth” (“Eco da Verdade”). Em seu canal, Un A posta vários vídeos contando sobre a sua vida diária ou então entrevistando pessoas nas ruas.

Autodeclarada “ativista antiguerra e defensora da paz”, a jovem descreve o seu trabalho virtual em uma das suas redes sociais: “transmissão de notícias imparciais sobre a RPDC por meio de vídeos e fotos exclusivos”.

Os vídeos variam entre pequenas crônicas da rotina de Un A até a visitas a mercados, escolas ou saídas de descanso nos fins de semana. Até mesmo shows ou eventos públicos são temas dos vídeos. A jovem usa o inglês como idioma do canal, também legendando os vídeos.

A jovem percorre vários espaços tidos como “secretos” por turistas, como o interior de mercados

Un A, por meio dos seus vídeos, bem editados, por sinal, mostra uma Coreia do Norte bem distante da imagem comumente vinculada na mídia. Um país mais humanizado, com pessoas que trabalham, estudam, vão à padaria e descansam em parques.

Há poucos pontos de acesso à internet na Coreia do Norte, por causa do bloqueio econômico internacional que dificulta o acesso à rede global, mas mesmo assim Un A faz uploads frequentes no seu canal no YouTube, provavelmente de sua universidade. Esse tipo de abordagem da vida cotidiana do país é algo novo para um país que é tachado por possuir apenas uma mídia controlada pelo Estado.

Un A conta sobre a volta às aulas

E está enganado quem acha que a jovem é apenas a fachada para um bot governamental de propaganda da Coreia do Norte – ela segue outras contas, curte comentários e republica opiniões e postagens de seus seguidores.

Mas toda essa atividade não passou despercebida pela visível censura imposta à Coreia do Norte na internet: a conta no Twitter de Un A foi arbitrariamente bloqueada, mesmo que nenhum conteúdo proibido tenha sido publicado. Sua conta no Instagram, ao contrário, segue ativa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *