Hoje na história: lembramos o legado de Rosa Parks

Via Redfish

Hoje nos lembramos do legado de Rosa Paks no dia de sua morte, há 15 anos atrás, Parks é conhecida por seu papel no desencadeamento do Movimento pelos Direitos Civis nos Estados Unidos, mas o que muitas vezes é ignorado e escrito fora dos livros de história é o ativismo radical de Parks e seu apoio e cooperação não apenas com Martin Luther King Jr., mas também com os ícones da libertação negra mais militantes como Malcolm X e os Panteras Negras.

Ela cresceu em uma família que apoiava o nacionalista negro e líder pan-africano Marcus Garvey e ela se tornou uma ativista em uma idade jovem. Parks foi a primeira mulher a ingressar na Associação Nacional para o Avanço das Pessoas de Cor em 1943. Ela foi uma defensora de muitos dos princípios do movimento Black Power, como autodefesa, justiça econômica, internacionalismo e poder político negro independente. Referindo-se a Malcolm X como seu herói pessoal, Parks e Malcolm X eram vizinhos que se conheceram algumas vezes, a conversa mais longa ocorrendo apenas uma semana antes de seu assassinato. Parks estendeu apoio à esposa de Malcolm X após seu assassinato.

Mais tarde, Parks foi ficando cada vez mais frustrado pela intransigência dos brancos em relação às demandas dos negros por igualdade e justiça nas escolas, habitação, empregos e policiamento. Uma ativista de longa data de uma frente única negra, Parks adotou várias abordagens e resistiu às críticas dos brancos de que os negros estavam exigindo demais.

“Não acredito em gradualismo ou que o que quer que seja feito para melhor deva levar uma eternidade para ser feito.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *